praia é bom demais ! ! !

No equilíbrio do deslize sobre as suaves ondas do calmo mar, levado pelo vento e frescor do benquisto prazer, rejubila o privilégio das harmônicas dobras das articulações, sustentadas por tão primitivas e não menos primordiais leis da física, agradecendo aos robustos músculos pela capacidade de segurar a vela e habilidade em não se rebelar, veleja caçando ventos e venturas com cores brilhantes o windsurfista.


"La jeunesse
a cela de beau qu’elle peut admirer sans comprendre."

(Anatole François Thibault)